Viva Caio

Voltar para Notícias

Campanha Viva Caio realizada na Fatec Americana coleta 78 bolsas de sangue

Mais uma vez, a Associação Caio Taioli Rosa realizou a Campanha Viva Caio, nas dependências da Fatec Americana e obteve excelente resultado.

No sábado, 06 de novembro, a Fatec Americana recebeu a equipe de profissionais da Associação e foram coletadas 78 bolsas de sangue, além de 104 cadastros de doadores voluntários de plaquetas e medula óssea.

“Agradecemos muitíssimo à direção, aos professores, aos funcionários e aos alunos pelo sucesso da campanha e parabenizamos a todos que se disponibilizaram a participar porque “doar sangue é doar vida”. Foi a mensagem enviada por Marisa Taioli Rosa, representante da Associação Caio Taioli. Para maiores informações, acesse o site www.vivacaio.org.br e saiba mais sobre Doação de Medula e Doação de Sangue.

Sobre a entidade:

A ASSOCIAÇÃO CAIO TAIOLI ROSA – Pró-Linfoma, Leucemia e Mieloma, fundada em 2004, tem como finalidade criar e desenvolver projetos para o estudo, o esclarecimento, assistência e apoio aos pacientes portadores de linfoma, leucemia e mieloma, bem como, auxiliar os seus familiares.

A Campanha “VIVA CAIO”, que ocorre duas vezes ao ano, foi criada com o intuito de solucionar um grave problema que existe em Americana e região, bem como, servir de exemplo para outras regiões do Brasil que sofrem com a dificuldade na obtenção de bolsas de sangue e plaquetas para o tratamento de pacientes com câncer.

A associação, desde 2005, quando foi lançada a 1º Campanha, busca junto à sociedade suprir as necessidades dos bancos de sangue dos hospitais da cidade e região e, ainda, despertar a consciência e o valor do gesto da ‘doação voluntária’, promovendo a ‘fidelização’ dos doadores (mediante cadastro e acompanhamento). Outro objetivo é aumentar a participação das mulheres nas doações e captar ‘empresas cidadãs’ visando a organizar internamente grupos de doadores voluntários.

Através de suas ações, a Campanha “VIVA CAIO” quer manter elevado o estoque de sangue e tornar a doação um ‘hábito cultural’ que é de extrema importância para a sociedade.

O Transplante de Medula Óssea é, às vezes, a única esperança de cura para muitos pacientes de doenças do sangue como a Anemia Aplástica Grave e de alguns tipos de leucemias, como a Leucemia Mielóide Aguda, Leucemia Mielóide Crônica, Leucemia

__________________________________________________________________________________________________________

Linfóide Aguda. No Mieloma Múltiplo e Linfomas, o transplante também pode ser indicado.

O método consiste na substituição de uma medula óssea doente, ou deficitária, por células normais de medula óssea, com o objetivo de reconstituição de uma nova medula. Caso então o paciente não disponha de doador aparentado, busca-se no REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula) um doador cadastrado que seja compatível com ele e, se encontrado, articula-se a doação.

Contudo, o número de doadores cadastrados é insuficiente para atender à demanda de pacientes, principalmente, pelo fato de que a probabilidade de se achar um doador compatível no Brasil é de uma em um milhão. Por isso, a Associação Caio Taioli Rosa tem realizado a Campanha de Doação de Medula Óssea, com a missão de ampliar o número de doadores de Medula registrados no REDOME e assim aumentar as chances de cura para muitas pessoas.

 


Fotos do Evento:

viva-caio01 viva-caio01 viva-caio01
viva-caio01 viva-caio01 viva-caio01
viva-caio01 viva-caio01